o curriculum » o curriculum

Na implementação do modelo HighScope há 5 pontos que marcam a diferença:

Planear-Fazer-Rever

Neste processo a criança escolhe com intenção, realiza com concentração e reflecte sobre aquilo que aprendeu. Com um passo de criança, dá um passo de gigante na interiorização de uma metodologia fundamental na aprendizagem activa!

Interacção adulto-criança

Um clima de suporte é a essência de uma aprendizagem que se baseia na confiança e no respeito mutuo. Aqui o adulto partilha o controlo com a criança. O adulto equilibra a liberdade que a criança necessita para explorar com os limites que precisa para se sentir segura. Este é um ponto central, nomeadamente, em Portugal onde muitas interacções adulto-criança se baseiam numa relação de poder num único sentido, num discurso negativo, pesado, cheio de ressentimentos e culpas atribuídas do qual sai, habitualmente, o castigo e a punição, como se estas fossem as armas da resolução de um problema. O modelo HighScope propõe 6 passos para a resolução de um conflito.

Da teoria para a prática

A prática é fundamentada e realizada com uma teoria sólida por base. Não se trata de uma mistura de modelos, de um pouco de cada um, é algo com princípio, meio e fim.

Aprendizagem activa para crianças e adultos

As investigações sobre a formação dos adultos mostram que estratégias de desenvolvimento profissional produzem uma compreensão mais profunda e mudanças significativas. Estas estratégias incluem uma aprendizagem pela acção “hands-on”, oportunidade de alternar estudo com prática, partilha e reflexão.

Avaliação

Avaliar é um processo com várias tarefas – observar; interagir e planear. Dos registos diários parte-se para uma prática intencional, os KDI´s são parte integrante deste trabalho. Existem instrumentos de avaliação da criança, como o COR (Child Observation Record) e de avaliação da qualidade do programa PQA. Avaliar significa então, trabalhar em equipa para apoiar e desenvolver os interesses e potenciais da criança, guiados pelo Curriculum.